Gentes da Terra e do Mar

“Gentes da Terra e do Mar” é uma média-metragem de cinema mudo produzida pelo Museu de Portimão, e com a realização dos participantes das férias de Verão em 2018. Nesta película, a imaginação e capacidade artística dos participantes levam-nos, ao longo de diversos episódios, e de uma forma simples e divertida a uma viagem pelas artes e profissões de outrora, que marcavam o quotidiano da cidade e do concelho de Portimão.

Todas as semanas um novo e divertido episódio espera por si. Fique atento e não perca!

 

Capítulo I

Capítulo I

No primeiro episódio da série “Gentes da Terra e do Mar” , retrata-se a ligação de Portimão ao mar, a qual se perde no tempo.

A atividade da pesca conheceu o seu apogeu em Portimão nos meados do século passado, tendo como finalidade principal abastecer as dezenas e fábricas de conservas de peixe mas também os mercados.
Era uma atividade que ocupava centenas de homens, dura e exigente, mas na qual o trabalho árduo era temperado por uma boa dose de boa disposição e convívio.

Capítulo II

Capítulo II

Os mercados tinham, ainda mais do que hoje, um importante papel social e económico, quer como local de convívio e informação, quer como ponto de abastecimento para a população.

Junto à ponte “velha” de Portimão, a proximidade entre o cais de descarga de peixe, a lota e o antigo mercado de peixe tornavam este local o verdadeiro “coração” da cidade e que os postais da época tão bem retratam. Vendedores de peixe, compradores, marítimos que terminavam ou partiam para a faina, crianças e autoridades misturavam-se numa azáfama e rebuliço que permanece na memória de todos quantos as viveram.

Capitulo III

Capitulo III

No terceiro episódio, continuamos a retratar a vida e as vidas ligadas ao mar, desta vez com a animação e agitação da lota, onde o peixe, após descarregado dos porões das embarcações, era separado em caixas e leiloado através do método do “Chui”. Após esta venda o peixe seguia para ser vendido ao consumidor final, em praças, mercados e até porta-a-porta.

Uma vez mais, os nossos atores de palmo e meia levam-nos numa viagem pelo tempo. Divirtam-se!

Capítulo IV

Capítulo IV

Neste episódio acompanhamos o dia-a-dia numa fábrica de conservas muito especial.

Aqui podemos perceber, de forma divertida, a agitação que se vivia nestes locais. Dezenas e muitas vezes, centenas de trabalhadores e trabalhadoras, com o seu esforço, preparavam diariamente não apenas a sardinha para o enlatamento mas, em algumas fábricas também a própria lata, a qual, muitas vezes, era por si só uma autêntica obra de arte!
Não percam mais um momento de boa disposição e aprendizagem!

Capítulo V

Capítulo V

Muito há ainda para mostrar sobre a vida das gentes de Portimão! Neste capítulo, continuamos a mostrar aspetos da sua vida do mar, mais concretamente o comércio do peixe, tema sempre dado a peripécias!

Não percam mais um divertido episódio de “Gentes da terra e do mar”.

Capítulo VI

Capítulo VI

No sexto capítulo os nossos atores continuam a acompanhar o circuito do pescado, sempre temperado com as peripécias, amores e desamores , encontros e desencontros que sempre fizeram parte das nossas gentes.

Não percam pitada!


                                                                                                                                      logoCmp



@2018 - Sítio oficial do Museu de Portimão. Todos os direitos reservados.